Há uma grande diferença entre praticar uma religião e experimentar um relacionamento com Deus. Há uma grande diferença entre religião e salvação. Há muitas religiões, mas um só Deus e um só Evangelho. Religião vem dos homens; "O Evangelho é o poder de Deus para a salvação por meio de Jesus Cristo". Religião é o ópio do povo; Salvação é presente de Deus ao homem perdido. Religião é história do homem pecador que precisa fazer alguma coisa para o seu deus imaginado. O Evangelho nos diz o que o Deus Santo fez pelo homem pecador. Religião procura um deus; O Evangelho é a Boa Nova de que Jesus Cristo procura o homem que se encontra no caminho errado. "Porque o Filho do Homem veio salvar o que se havia perdido" (Mateus 18:11). O Evangelho muda o ser humano por dentro por meio da presença do Espírito Santo de Deus em seu coração. Nenhuma religião tem um salvador ressuscitado, que perdoa os pecados e dá vida eterna, pois só Jesus Cristo venceu a morte. Por isso, dirija-se só a Jesus Cristo. Ele é o único que pode perdoar os seus pecados e lhe dar vida nova nesta vida e vida eterna no reino de Deus. "Crê no Senhor Jesus, e serás salvo" (Atos 16:31). "E o sangue de Jesus , Seu Filho, nos purifica de todo o pecado" (I João 1:7). Receba a Jesus AGORA em seu coração como seu Salvador e como único Senhor de sua vida. "Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações"; "Hoje é o dia da Salvação". E depois de aceitar a Cristo Ele diz: "Se me amais, guardai os meus mandamentos" (João 14:15). "Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai, e permaneço no seu amor" (João 15:10). "Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele" (João 14:21).

Pesquisa personalizada

Ouça Estudos da Bíblia Agora:

Pesquisar Neste Blog:

Ouça Áudio Livro Caminho a Cristo!

Estude a Palavra de Deus Agora!

Estude a Palavra de Deus Agora!
Cursos e Estudos Bíblicos Gratuítos

quarta-feira, dezembro 19, 2018

Tumor incurável desaparece do cérebro de criança após orações de toda comunidade

 Foto: Reprodução Facebook – O antes e depois da ressonância magnética da pequena Roxli


 Foto: Reprodução Facebook – Entenda o impressionante caso desta menina de 11 anos

“O diagnóstico dela quebrou os corações de toda a nossa comunidade. Nós fomos levados a nossos joelhos e chamados para a batalha, atacando os portões do céu com nossas orações repletas de fé"

Quase seis meses depois que uma menina de 11 anos de idade do Texas foi diagnosticada com um tumor cerebral incurável chamado glioma pontino intrínseco difuso, ou DIPG, os médicos não podem mais encontrar um rastro dele depois que sua família e amigos oraram por um milagre.

“E nós conseguimos”, disse Gena Doss, a mãe de Roxli Doss,  em entrevista à KVUE .

E agora todos estão agradecendo a Deus por sua bênção. “Louvado seja Deus”, disse o marido dela, Scott.

A Dra. Virginia Harrod, do Centro Médico Infantil da Dell, disse à KVUE que o DIPG é uma doença rara e devastadora.

“É muito raro, mas quando a vemos, é uma doença devastadora. Você tem uma capacidade diminuída de engolir, às vezes perda de visão, diminuição da capacidade de falar e, eventualmente, dificuldade em respirar”, disse ela.

O médico explicou que a menina de 11 anos passou por semanas de tratamento com radiação, mas não havia expectativa de que o tumor simplesmente desapareceria. A recuperação de Roxli, ela disse, é “inacreditável”.

A radioterapia é atualmente a terapia primária para o diagnóstico recente de DIPG em crianças com mais de 3 anos, de acordo com o hospital St. Jude Children’s Research . Ele usa raios X de alta energia de uma máquina especializada ou outros tipos de radiação para matar células cancerosas e encolher tumores. O tratamento, no entanto, não cura pacientes.


“Quando vi pela primeira vez o exame de ressonância magnética de Roxli, foi realmente inacreditável”, disse Harrod, “o tumor é indetectável na ressonância magnética, o que é realmente incomum”.
E caso haja alguma dúvida sobre o diagnóstico inicial de Roxli, seu pai disse que sua doença foi confirmada por especialistas em vários hospitais diferentes.
“Na Dell Children’s, na Texas Children’s, na Dana-Farber, na John Hopkins e na MD Anderson, todos concordaram que era o DIPG”, disse Scott Doss.
Os organizadores de um grupo de apoio no Facebook chamado Rox Rox’s Star Benefit para a garota que foi diagnosticada com o tumor em junho,  explicaram em julho que ela ama Jesus “em seu íntimo” e sua comunidade ficou de coração partido ao saber de seu diagnóstico.
“Nós tivemos a bênção de ver Roxli crescer a partir do momento em que ela estava na barriga de sua mãe. Rox é uma criança tão cheia de alegria e com um coração imenso. Ela ama sua família ferozmente, cavalos e Jesus em seu íntimo. Conhecê-la é absolutamente adorá-la. Roxli sempre cativou corações porque sua alegria é contagiante! ”
Enquanto os médicos tratavam Roxli com radiação, não esperavam curá-la. A comunidade de Buda, onde mora a família, decidiu orar com os pais por um milagre.

“O diagnóstico dela quebrou os corações de toda a nossa comunidade. Nós fomos levados a nossos joelhos e chamados para a batalha, atacando os portões do céu com nossas orações repletas de fé. Sabemos que a única coisa que os médicos não consideraram foi nosso Deus, e Ele está no negócio de milagres! ”, Disse o grupo.
E na segunda-feira, quando a notícia se espalhou da recuperação inesperada de Roxli, o grupo deu a Deus todo o louvor e agradeceu a todos que oraram.
“Todo o louvor, e glória, e honra ao nosso incrível Deus !! 2018 vai entrar no meu livro de história como o ano em que Deus nos permitiu testemunhar o milagre de uma vida! Repetidamente, agradeço-lhe pelo que fez e pelo doce Roxli. Obrigado a todos por fazer parte de sua história, por orar pelo paraíso e por sua generosidade! ”, Escreveram eles.
Atualmente, os médicos estão monitorando Roxli e ela deve se submeter a tratamentos, como a imunoterapia, por precaução.
Em um poema escrito por Roxli na escola no passado Dia de Ação de Graças, ela escreveu: “A todos, obrigado. Você foi gentil comigo, você levantou dinheiro para mim, você orou por mim e você me curou. Você mostrou ao mundo, nem todos os heróis usam capas. [Fonte: JM Notícia]

sexta-feira, agosto 17, 2018

Oração Por Livramento da "Teologia da Prosperidade" e dos Falsos Profetas!


Pai celestial, Deus todo poderoso criador do céu, da terra, do mar e de tudo o que há, Senhor dos Senhores e Rei Eterno, em nome de Jesus Cristo teu Filho amado e nosso Sumo Sacerdote Salvador e redentor, eu me coloco diante do Teu trono de graça, por meio da fé, para suplicar teu amor, tua misericórdia e teu favor imerecido. Confesso diante do teu Espírito que sou pecador, confesso que sou mortal, confesso que não sou digno de Teus favores, mas me coloco debaixo da Tua graça em arrependimento sincero por todos os meus pecados, para pedir o Teu santo perdão, para suplicar que o precioso sangue de Jesus me lave e me purifique de todo mal, e para implorar o batismo com o Espírito Santo; dá-me meu Pai, um novo coração, habita em mim como prometeste, pois sou o templo vivo do Teu Espírito, como está escrito: "Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? (1)". "Pois assim diz o Alto e Sublime, que vive para sempre, e cujo nome é santo: "Habito num lugar alto e santo, mas habito também com o contrito e humilde de espírito, para dar novo ânimo ao espírito do humilde e novo alento ao coração do contrito (2)". Deus, meu Senhor e meu libertador, tira da minha alma toda cobiça, toda avareza e não permita que a ganância e o desejo egoísta dominem a minha vida, me livre Senhor de te oferecer sacrifícios ou de querer negociar as tuas bênçãos, pois nada do que eu oferecer em sacrifícios poderá substituir o sacrifício perfeito e eterno feito por Jesus na cruz do calvário em meu lugar e em meu favor. Creio que Ele me redimiu de todos os meus pecados sobre a cruz, e as minhas dores e os meus sofrimentos levou sobre si. "Certamente ele tomou sobre si as nossas enfermidades e sobre si levou as nossas doenças, contudo nós o consideramos castigado por Deus, por ele atingido e afligido. Mas ele foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniquidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados (3)". Creio que pela fé em Jesus, em seu sacrifício, ressurreição e glorificação eu sou livre. Declaro meu Deus, que aceito o sacrifício de jesus em meu favor e o recebo como meu único salvador, Senhor e Sumo Sacerdote eterno. Eu creio que sou justificado unicamente pela fé no sangue de Jesus vertido na cruz, o sangue da nova aliança, e que sou salvo pela Tua infinita graça. Pai celestial, ajuda-me a entender que o verdadeiro sacrifício que eu posso fazer e que te agrada é o que está escrito na tua palavra, que diz:  "Não te deleitas em sacrifícios nem te agradas em holocaustos, se não eu os traria. Os sacrifícios que agradam a Deus são um espírito quebrantado; um coração quebrantado e contrito, ó Deus, não desprezarás (4)". "Porque eu quero a misericórdia, e não o sacrifício; e o conhecimento de Deus, mais do que os holocaustos (4.1)". "Mas, se vós soubésseis o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício, não condenaríeis os inocentes (4.2)". "Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício. Porque eu não vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento (4.3)". E que, "exercitar justiça e juízo é mais aceitável ao Senhor do que sacrifício (5)". Aceito a admoestação do apóstolo Paulo que disse: "Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus (6)". Por isso meu Deus, te entrego todo meu ser como sacrifício vivo para te obedecer e honrar, e esse meu coração pecador quebrantado e arrependido, para que pela tua graça o Senhor o transforme e me conceda um novo coração disposto a te servir, a te obedecer e a praticar a justiça. Ajuda-me a entender Senhor, que nada pode ser colocado no lugar de Jesus, nenhum objeto consagrado ou ungido, nenhum amuleto, nenhuma simpatia, nenhuma fogueira "santa", nenhum altar, nenhum sacrifício, nenhum ritual, nenhum templo, pois está escrito que "O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens; Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas; (7)". Pelo Teu Espírito me ensine que nenhum sacerdote terrestre, nem mesmo nenhuma cópia da arca da aliança aqui na terra pode ser colocado no lugar do Grande Sumo Sacerdote da Nova Aliança, que é Jesus. Ajuda-me a entender que a verdadeira Arca da Aliança não está aqui na terra, mas no Teu santo templo no céu, como diz a Tua Palavra: "E abriu-se no céu o templo de Deus, e a arca da sua aliança foi vista no seu templo; e houve relâmpagos, e vozes, e trovões, e terremotos e grande saraiva (8)". Livra-me, poderoso Deus de Israel, do pecado da idolatria, pois o teu mandamento declara: "Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam, mas faço misericórdia em milhares de gerações daqueles que me amam e guardam os meus mandamentos (9)". Eu creio que nada e ninguém pode ser o mediador das tuas bençãos ou pode te representar aqui na terra, pois está escrito: "Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem (10)". Eu creio que ninguém pode assumir o lugar de Jesus aqui na terra como meu Sumo Sacerdote, "Visto que temos um grande sumo sacerdote, Jesus, Filho de Deus, que penetrou nos céus, retenhamos firmemente a nossa confissão. Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado. Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno (11)". Por meio do Teu Espírito Senhor, ensina-me e ajuda-me a entender o sentido das palavras de Jesus quando disse: "Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará a um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro". "Portanto, não se preocupem, dizendo: ‘Que vamos comer? ’ ou ‘que vamos beber? ’ ou ‘que vamos vestir?’ Pois os pagãos é que correm atrás dessas coisas; mas o Pai celestial sabe que vocês precisam delas. Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas (12)". Salva-me Senhor de servir ao dinheiro, livra-me de fazer do dinheiro o motivo da minha crença, livra-me de fazer do  dinheiro o meu deus, livra-me de fazer do dinheiro a razão da minha fé. Livra-me das preocupações materiais deste mundo, e que o Teu Espírito me guie sempre em direção ao Teu reino eterno de graça e luz, faze com que eu te busque sempre em primeiro lugar, e me dê confiança de que o Senhor vai prover sempre o necessário para que eu possa viver neste mundo materialista. Ajuda-me a pensar e a buscar as coisas do alto Senhor, e não as coisas materiais, pois está escrito: "Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus. Mantenham o pensamento nas coisas do alto, e não nas coisas terrenas (13)". Livra-me Senhor do pecado da cobiça, pois está escrito que: "O mundo e a sua cobiça passam, mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre (14)". Livra-me meu Pai Celestial do pecado da ganância, ajuda-me a fazer morrer em mim a natureza terrena, pois está escrito: "Assim, façam morrer tudo o que pertence à natureza terrena de vocês: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus e a ganância, que é idolatria (15)". Deus Eterno, dá-me uma vida com contentamento, livra-me do amor ao dinheiro, que eu possa seguir o que o teu Apóstolo Paulo escreveu na Tua Palavra quando disse: "De fato, a piedade com contentamento é grande fonte de lucro, pois nada trouxemos para este mundo e dele nada podemos levar; por isso, tendo o que comer e com que vestir-nos, estejamos com isso satisfeitos. Os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição, pois o amor ao dinheiro é raiz de todos os males. Algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram a si mesmas com muitos sofrimentos. Você, porém, homem de Deus, fuja de tudo isso e busque a justiça, a piedade, a fé, o amor, a perseverança e a mansidão (16)". Ajuda-me a declarar como o apóstolo Paulo: "[...] já aprendi a contentar-me com o que tenho. Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade. Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece (17)". Eu aceito a tua palavra meu Deus, acima da opinião de homens, que somente a tua palavra me ilumine e seja luz para os meus caminhos. Pelo Teu poder Senhor, livra-me dos falsos profetas, dos falsos pastores que são lobos disfarçados de cordeiros, livra-me daqueles que mercantilizam o sagrado evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo. Porque está escrito: E estes cães são gulosos, não se podem fartar; e eles são pastores que nada compreendem; todos eles se tornam para o seu caminho, cada um para a sua ganância, cada um por sua parte (18)". "E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos mestres, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade. E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não demora (19)". E tua Santa Palavra ainda declara: "Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto (20)"; "Porque convém que o bispo seja irrepreensível, como despenseiro da casa de Deus, não soberbo, nem iracundo, nem dado ao vinho, nem espancador, nem cobiçoso de torpe ganância (21)"; Meu Deus e Pai Eterno, ajuda-me a compreender a tua palavra quando Jesus disse que: "Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade (22)". Ilumina-me com Teu Santo Espírito Senhor, para entender que fazer a tua vontade está acima de qualquer milagre e está acima de qualquer líder religioso. Livra-me destes homens que dizem ser ministros do evangelho e apóstolos, mas pregam a salvação pelas obras e o amor ao dinheiro; "Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras (23)". Portanto, meu Pai, ajuda-me a declarar com fé as palavras de Jesus Teu Filho Eterno quando disse: [...] "Para trás de mim, Satanás! Você é uma pedra de tropeço para mim, e não pensa nas coisas de Deus, mas nas dos homens". [...] Ajuda-me Pai das luzes a aceitar o convite de Jesus quando diz: "Se alguém quiser me seguir, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá, mas quem perder a vida por minha causa, a encontrará. Pois, que adiantará ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou, o que o homem poderá dar em troca de sua alma? (24)". Meu Senhor, me ajude a entender que eu não posso determinar nada, a não ser que a Tua vontade seja feita [...] "assim na terra como no céu (25)". Assim como Teu Filho Jesus orou, eu também oro: "[...] não seja como eu quero, mas como tu queres (26)". Por isso meu Pai eu me submeto completamente debaixo da tua vontade, livra-me de ser arrogante, orgulhoso ou revoltado, eu não determino nada Senhor, mas que seja feita a tua vontade em minha vida, em tudo o que eu pensar, em tudo que eu falar e em tudo o que eu fizer. Te suplico essas bençãos reivindicando a promessa que diz:  "E esta é a confiança que temos nele [em Jesus], que, se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve (27)". Senhor, santifica a minha vida por meio da Tua Palavra, que a Tua Palavra seja minha única regra de fé e verdade, e que se cumpra em mim o que Jesus disse: "E por eles me santifico a mim mesmo, para que também eles sejam santificados na verdade. E não rogo somente por estes, mas também por aqueles que pela tua palavra hão de crer em mim; [...] (28)". "Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade (29)". Pai Eterno, intercedo por essa pessoa que está me acompanhando em oração, também derrama sobre ela todas essas bênçãos pelo poder e pela autoridade que há no nome de Jesus, confirma sobre nós essas bençãos por meio do poder do Espírito Santo, que assim seja para Tua honra, glória e louvor, aleluia, amém! 

Por: 
Jorge Schemes

1. 1 Coríntios 6:19
2. Isaías 57:15
3. Isaías 53:4,5
4. Salmos 51:16,17
4.1. Oséias 6:6
4.2. Mateus 12:7
4.3 Mateus 9:13
5. Provérbios 21:3
6. Romanos 12:1,2
7. Atos 17:24,25
8. Apocalipse 11:19
9. Êxodo 20:4,5
10. 1 Timóteo 2:5.
11. Hebreus 4:14-16
12. Mateus 6:24-33
13. Colossenses 3:1,2
14. 1 João 2:17
15. Colossenses 3:5
16. 1 Timóteo 6:6-11
17. Filipenses 4:11-13
18. Isaías 56:11
19. 2 Pedro 2:1-3 
20. 1 Pedro 5:2
21. Tito 1:7
22. Mateus 7:20-23
23. 2 Coríntios 11:13-15
24. Mateus 16:23-26
25. Mateus 6:10
26. Mateus 26:39
27. 1 João 5:14
28. João 17:19-21
29. João 17:17

segunda-feira, julho 23, 2018

Daniel 12 - Leitura, Estudo e Reflexão


Daniel 12


1 "Naquela ocasião Miguel, o grande príncipe que protege o seu povo, se levantará. Haverá um tempo de angústia tal como nunca houve desde o início das nações e até então. Mas naquela ocasião o seu povo, todo aquele cujo nome está escrito no livro, será liberto.
2 Multidões que dormem no pó da terra acordarão: uns para a vida eterna, outros para a vergonha, para o desprezo eterno.
3 Aqueles que são sábios reluzirão como o brilho do céu, e aqueles que conduzem muitos à justiça serão como as estrelas, para todo o sempre.
4 Mas você, Daniel, feche com um selo as palavras do livro até o tempo do fim. Muitos irão ali e acolá para aumentarem o conhecimento".
5 Então eu, Daniel, olhei, e diante de mim estavam dois outros, um na margem de cá do rio e outro na margem de lá.
6 Um deles disse ao homem vestido de linho, que estava acima das águas do rio: "Quanto tempo decorrerá antes de se cumprirem essas coisas estupendas? "
7 O homem vestido de linho, que estava acima das águas do rio, ergueu para o céu a mão direita e a mão esquerda, e eu o ouvi jurar por aquele que vive para sempre, dizendo: "Haverá um tempo, tempos e meio tempo. Quando o poder do povo santo for finalmente quebrado, todas essas coisas se cumprirão".
8 Eu ouvi, mas não compreendi. Por isso perguntei: "Meu senhor, qual será o resultado disso tudo? "
9 Ele respondeu: "Siga o seu caminho, Daniel, pois as palavras estão seladas e lacradas até o tempo do fim.
10 Muitos serão purificados, alvejados e refinados, mas os ímpios continuarão ímpios. Nenhum dos ímpios levará isto em consideração, mas os sábios sim.
11 "A partir do momento em que for abolido o sacrifício diário e for colocado o sacrilégio terrível, haverá mil e duzentos e noventa dias.
12 Feliz aquele que esperar e alcançar o fim dos mil trezentos e trinta e cinco dias.
13 "Quanto a você, siga o seu caminho até o fim. Você descansará, e então, no final dos dias, você se levantará para receber a herança que lhe cabe".

DANIEL 12 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

Nesse tempo. … o contexto justifica a conclusão de que “nesse tempo” se refere ao tempo do desaparecimento do poder descrito no final do cap. 11. Deve-se observar que as palavras “nesse tempo” não especificam se os eventos previstos aqui ocorrerão de forma simultânea aos de Daniel 11:45, se os precedem ou se os seguem imediatamente. O importante é que os eventos do último versículo do cap. 11 e os do primeiro versículo do 12 estão estreitamente ligados no que se refere ao tempo. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 968.
Se levantará Miguel (Miguel = Ninguém é como Deus). Referência a Cristo, ver Atos 5:31; Judas 9; Apoc. 12:7-8 (ver nota sobre 10:13). O guardião celestial do povo de Deus se levantará quando o poder apóstata e seus aliados estiverem concentrados em destruir esse povo. Pouco antes da segunda vinda de Cristo, os servos de Deus dos últimos tempos ameaçarão os poderes da época (comparar com Ap 13) ao proclamar uma mensagem evangélica de lealdade ao Deus Criador e a realidade de uma prestação de contas a ele por ocasião de seu juízo (Ap 14:6-12). Bíblia de Estudo Andrews.
O sentido claramente é que Cristo Se levanta para livrar Seu povo (ver GC, 613, 633, 641, 642, 657). CBASD, vol. 4, p. 969.
Tempo de angústia.  Quando cessar a obra intercessória de Cristo e o Espírito de Deus for retirado da Terra, então todos os poderes das trevas que estiveram retidos descerão com indescritível fúria sobre o mundo. Haverá uma cena de conflito tal que ninguém poderá descrever (ver GC, 613, 614). CBASD, vol. 4, p. 969. Comparar com Ap 15-16. Bíblia de Estudo Andrews.
Salvo. Comparar com Dn 7:18, 22, 27; 10:14. Que consolo é saber que nesse grande conflito a vitória é certa! CBASD, vol. 4, p. 969.
No livro. Isto é, o livro da vida (ver com. de Dn 7:10; cf. Fp 4:3; Ap 13:8; 20:15; 21:27; 22:19). CBASD, vol. 4, p. 969.
Inscrito no livro. O “Livro da Vida” de Cristo, que registra o nome de todos os que recebem vida eterna (comparar com Ap 3:5; 13:8; 17:8; 20:12,15; 21:27). Quando Miguel se levantar, o processo judicial de decisão envolvendo livros/registros (Dn 7:10) estará terminado. Só restará executar os vereditos positivos e negativos (comparar com 12:2; Mt 25:31-46; Ap 22:11,12). Bíblia de Estudo Andrews.
Muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão. Referência à ressurreição na segunda vinda de Cristo (1Ts 4:15-17; considerar também Ap 1:7), mais uma indicação de que Miguel é Cristo (sobre RESSURREIÇÃO no AT, ver Jó 19:25,26; Is 26:19. No NT, conferir At 24:15; ICo 15:51-55; ITs 4:13-18; sobre a MORTE caracterizada como um sono, ver Jo 11:11-14; At 7:60; 1Ts 4:13,14). Bíblia de Estudo Andrews.
Uma ressurreição especial precede o segundo advento de Cristo. “Todos os que morreram na fé da mensagem do terceiro anjo” se levantarão nessa hora. Além disso, os que contemplaram com zombaria a crucifixão de Cristo e os que mais violentamente se opuseram ao povo de Deus serão levantados de seus túmulos para ver o cumprimento da promessa divina e o triunfo da verdade (ver GC, 637; Ap 1:7). CBASD, vol. 4, p. 969.
Os que forem sábios. Do heb. hammaskilim, do verbo sakal, “ser prudente”. Essa forma pode ser entendida num sentido simples, como “os que forem prudentes” ou “os que tiverem discernimento”; ou num sentido causativo, como “aqueles que fazem com que haja discernimento”, isto é, “aqueles que, ensinam”. A pessoa que realmente tem discernimento das coisas de Deus percebe que elas devem ser compartilhadas com outros. A sabedoria divina leva a pessoa a ser um instrutor dessa sabedoria a outros. Em Daniel 11:33, maskilim é traduzido como “sábios”, e são apresentados como perseguidos por seus esforços fiéis. Neste versículo, eles são recompensados com a glória eterna (comparar com o v. 10). CBASD, vol. 4, p. 969.
encerra as palavras e sela o livro, até ao tempo do fim. Daniel menciona que somente duas partes de sua profecia seriam seladas até o tempo do fim: (1) a profecia dos 1.260 dias de 12:7,9; 7:25 e (2) a profecia das 2.300 tardes e manhãs de 8:14,26. Ambas são apresentadas em Ap 11-14 depois que o livrinho de Ap 10 é aberto, o esquadrinharão. Muitos estudariam as Escrituras com  afinco, buscando compreender as profecias de Daniel, o saber se multiplicará. No tempo do fim, haveria mais conhecimento para que a profecia fosse entendida. Bíblia de Estudo Andrews.
Essa instrução não se aplica a todo o livro de Daniel, pois uma parte da mensagem foi entendida e tem sido uma bênção aos crentes por séculos. Ela se aplica à parte da profecia de Daniel que fala dos últimos dias (AA, 585; DTN, 234). A mensagem, baseada no cumprimento dessas profecias, não poderia ser proclamada antes que esse tempo chegasse (ver GC, 356; comparar com o “livrinho aberto” na mão do anjo de Ap 10:1, 2; ver também TM, 115). CBASD, vol. 4, p. 969.
Muitos o esquadrinharão. Do heb. shut … . Muitos intérpretes crêem que shut é usado aqui num sentido metafórico e que descreve uma fervorosa investigação da Bíblia, resultando num aumento do conhecimento com respeito às profecias do livro de Daniel (ver cf. DTN, 234; GC, 356). CBASD, vol. 4, p. 969.
O saber se multiplicará. Esta frase deve ser considerada a seqüência lógica da frase que a antecede: quando o livro selado for aberto, no tempo do fim, o conhecimento das verdades contidas nessas profecias aumentará (ver PR, 547; cf. Ap 10:1, 2). No final do século 18 e início do século 19, despertou-se um novo interesse pelas profecias de Daniel e Apocalipse em diferentes  lugares do mundo. O estudo dessas profecias difundiu a crença de que o segundo advento de Cristo estava próximo. Vários estudiosos na Inglaterra, Joseph Wolff no Oriente Médio, Manuel Lacunza na América do Sul e Guilherme Míller nos Estados Unidos, junto com outros estudiosos das profecias, declararam, com base no estudo das profecias de Daniel, que o segundo advento estava prestes a ocorrer. Essa convicção se tornou a força motivadora de um movimento mundial. Esta profecia também foi interpretada como indício dos estupendos avanços da ciência e do conhecimento geral no século 19, avanços que tornaram possível uma proclamação extensa da mensagem dessas profecias. CBASD, vol. 4, p. 970.
6. Homem vestido de linho. Daniel tinha visto este Ser celestial no início de sua visão (ver Dn 10:5, 6). A referência de Daniel ao’ no” (v. 5) e ao “homem vestido de linho”, sem fazer uma identificação mais completa, sugere que o cap. 10, que apresenta os dois, é parte dessa mesma visão. CBASD, vol. 4, p. 970.
Quando … ? O anjo formula a pergunta que deve ter ocupado a mente de Daniel. A ânsia do profeta era pela rápida e completa restauração dos judeus (ver com. de Dn 10:2). O decreto de Ciro já tinha sido promulgado (Ed 1:1; cf. Dn 10:1), mas havia muito a ser feito. Após o longo e complexo relato das vicissitudes posteriores que o povo de Deus sofreria, o profeta naturalmente estava ansioso por saber quando ocorreriam “estas maravilhas” e quando seria cumprida a promessa "será salvo o teu povo” (Dn 12:1). Daniel não entendeu por completo a relação do que viu com o futuro. Uma porção da profecia estava selada e seria entendida apenas no “tempo do fim” (Dn 12:4). CBASD, vol. 4, p. 970.
7. A mão direita e a esquerda. Ver Dt 32:40. O ato de levantar ambas as mãos indica que máxima solenidade e segurança estavam atreladas à declaração. Por Aquele que vive. Não poderia haver maior juramento (ver Hb 6:13; cf. Ap 10:5, 6). CBASD, vol. 4, p. 970.
Um tempo, dois tempos e metade de um tempo. Isto é, o período de 1.290 anos. 538-1798 d.C, que ocorre primeiramente Daniel 7:25 (ver com. ali). CBASD, vol. 4, p. 970.
Ver nota sobre 7:25. Bíblia de Estudo Andrews.
8. Não entendi. .. a parte dessa visão que Daniel não entendeu deve ser o fator tempo. Ele estava orando pela rápida restauração do templo (ver com. de Dn 10:2), um problema imediato. Ele pareceu incapaz de ajustar o fator tempo à concepção de uma breve libertação de seu povo. CBASD, vol. 4, p. 971.
Entenderão. Uma garantia de que, nos últimos dias, quem estudar as profecias com afinco e inteligência entenderá a mensagem de Deus para seu tempo. CBASD, vol. 4, p. 971.
11,12 mil duzentos e noventa dias … mil trezentos e trinta e cinco dias. Os dois períodos mencionados nestes versículos estão relacionados ao tempo de 7:25 e 12:7, embora sejam ligeiramente distintos. Isso indica que eles começam, terminam e se sobrepõem mais ou menos na mesma era. Bíblia de Estudo Andrews.
Os que mantêm o ponto de vista de que “diário” representa o “paganismo” (ver com. de Dn 8:11) subtraem 1.290 de 1.798 e chegam à data de 508 d.C. Eles veem os eventos que cercam essa data, como a conversão de Clóvis, rei dos francos, à fé católica, e a vitória sobre os godos, como passos importantes para o estabelecimento da supremacia da Igreja Católica no Ocidente. Os que defendem o ponto de vista de que “diário” se refere ao ministério sacerdotal contínuo de Cristo no santuário celestial e ao verdadeiro culto a Cristo na era do evangelho (ver com. de Dn 8:11) não encontram explicação satisfatória para esse texto. Creem que essa é uma das passagens das Escrituras sobre as quais o futuro projetará mais luz. CBASD, vol. 4, p. 971.
12. Bem-aventurado. Os períodos de tempo dos v. 7, 11 e 12 alcançam o “tempo do fim” a que se referem os v. 4 e 9. “Bem-aventurado”  (ver com. de Mt 5:3), diz o anjo, é aquele que testemunha os eventos dramáticos das cenas finais da história da Terra. Então, as seções do livro de Daniel que foram seladas seriam entendidas (ver com. de Dn 12:4), e logo “os santos do Altíssimo” receberão “o reino, e o possuirão para todo o sempre” (Dn 7:18). CBASD, vol. 4, p. 971, 972.
Espera. Isto implica que se pode esperar que o seguinte período profético continue além do fim dos 1.290 anos. Se os 1.290 e os 1.335 anos começam ao mesmo tempo, esse segundo período chega ao ano de 1843, uma data importante com relação ao grande despertar adventista na América, em geral conhecido como movimento milerita. CBASD, vol. 4, p. 972.
13. Segue o teu caminho … levantarás para receber a tua herança. O cumprimento das profecias de Daniel deve alcançar um futuro distante. Daniel descansaria no túmulo, mas ‘”no fim dos dias’, isto é, na conclusão do período da história deste mundo, lhe seria permitido outra vez estar em sua posição e em seu lugar” (PR, 547; ver também Ellen G. White, Material Suplementar sobre este versículo). CBASD, vol. 4, p. 972.
13 Levantarás para receber a tua herança. Daniel recebeu a maravilhosa certeza de que desfrutaria a salvação final (comparar com 2Tm 4:7, 9). Bíblia de Estudo Andrews.

Como entender os 1.290 e 1.335 dias de Daniel 12:11 e 12?

Alberto R. Timm
A natureza e o cumprimento dos “1.290 dias” e “1.335 dias” de Daniel 12:11 e 12 só poderão ser devidamente compreendidos se considerados dentro da estrutura de paralelismo profético do livro de Daniel. William H. Shea esclarece que no livro de Daniel cada período profético (1.260, 1.290, 1.335 e 2.300 dias) aparece como um apêndice calibrador ao corpo básico da respectiva profecia que lhe corresponde. Por exemplo, a visão do capítulo 7 é descrita nos versos 1-14, mas o tempo a ela relacionado só aparece no verso 25. No capítulo 8, o corpo da visão é relatado nos versos 1-12, mas o tempo só ocorre no verso 14. De modo semelhante, os tempos proféticos relacionados com a visão do capítulo 11 só são mencionados no capítulo 12. (W. H. Shea, Daniel 7-12: Prophecies of the End  Time, págs. 217 e 218.)
Esse paralelismo comprova que os 1.290 e 1.335 dias, de Daniel 12:11 e 12, compartilham da mesma natureza profético-apocalíptica que os “tempo, tempos e metade de um tempo”, de Daniel 7:25, e as 2.300 tardes e manhãs, de Daniel 8:14. Assim, se aplicamos o princípio dia-ano aos períodos proféticos de Daniel 7 e 8, também devemos aplicá-lo aos períodos de Daniel 12; pois todos esses períodos estão interligados entre si, de alguma forma, e a descrição de cada visão indica apenas um único cumprimento para o período profético que lhe corresponde. Básico para a compreensão desses períodos é também a identificação dos eventos e dos poderes a eles relacionados. A alusão em Daniel 12:11 ao “sacrifício diário” e à “abominação desoladora” conecta os 1.290 e 1.335 dias não apenas com o conteúdo da visão de Daniel 11 (ver Dan. 11:31) mas também com as 2.300 tardes e manhãs de Daniel 8:14 (ver Dan. 8:13; 9:27). O mesmo poder apóstata que haveria de estabelecer a “abominação desoladora” em lugar do “sacrifício diário” é descrito em Daniel 7 e 8 como o “chifre pequeno”, e em Daniel 11 como o “rei do Norte”.
A expressão “sacrifício diário” é a tradução do termo hebraico tamid, que significa “diário” ou “contínuo”, ao qual foi acrescida a palavra “sacrifício”, que não se encontra no texto original de Daniel 8:13 e 12:11. Esse termo (tamid) é usado nas Escrituras em relação não apenas com o sacrifício diário do santuário terrestre (ver Êxodo 29:38 e 42) mas também com vários outros aspectos da ministração contínua daquele santuário (ver Êxodo 25:30; 27:20; 28:29, 38; 30:8; I Crôn. 16:6).
No livro de Daniel o termo se refere, obviamente, ao contínuo ministério sacerdotal de Cristo no santuário/templo celestial (ver Dan. 8:9-14). Já a “abominação desoladora” subentende o amplo sistema de contrafação a esse ministério, construído sobre as teorias antibíblicas da imortalidade natural da alma, da mediação dos santos, do confessionário, do sacrifício da missa, etc. Foi com base nesses princípios que Guilherme Miller chegou à conclusão de que tanto os 1.290 anos como os 1.335 anos iniciaram em 508, quando Clóvis obteve a vitória sobre os visigodos arianos, passo esse decisivo na união dos poderes político e eclesiástico para a punição dos “hereges” pelo catolicismo medieval. Os 1.290 anos eram vistos como havendo se cumprido em 1798, com o aprisionamento do Papa Pio VI pelos exércitos franceses. Já os 1.335 anos eram considerados como se estendendo por mais 45 anos, até o término dos 2.300 anos de Daniel 8:14, em 1843/1844. Essa interpretação foi mantida pelos primeiros adventistas observadores do sábado, transformando-se na posição histórica da Igreja Adventista do Sétimo Dia até hoje. Rompendo com essa interpretação, alguns indivíduos têm proposto, em anos mais recentes, uma “nova luz” sobre um suposto cumprimento futuro dos 1.290 e 1.335 dias, como meros dias literais. Por mais interessante que possa parecer, essa nova interpretação (1) rompe completamente com o paralelismo profético do livro de Daniel; (2) busca endosso em uma leitura parcial e tendenciosa do Espírito de Profecia; (3) é inconsistente em sua aplicação do princípio dia-ano de interpretação profética; (4) promove a interpretação profética futurista da contra reforma católica; e (5) menospreza as advertências do Espírito de Profecia sobre marcações de quaisquer novas datas.
Sem dúvida, esse suposto cumprimento futuro dos 1.290 e 1.335 dias é totalmente irreconciliável com as declarações de Ellen White de que “o tempo não tem sido um teste desde 1844, e nunca mais o será” (Primeiros Escritos, pág. 75), e que “nunca mais haverá para o povo de Deus uma mensagem baseada em tempo” (Mensagens Escolhidas, vol. 1, pág. 188).

Fonte: (publicado na revista do Ancião em jan – fev 2004)


Pesquisa personalizada